17 de jun de 2011



Acho que a única razão de sermos tão apegados em memórias, é que elas não mudam, mesmo que as pessoas tenham ido embora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário